ARQUIPÉLAGO DOS AÇORES

[entre 36º e 43º N e 25º e 31ºO]

O Arquipélago dos Açores é composto por nove ilhas de origem vulcânica e está situado na Dorsal Média Atlântica, no Oceano Atlântico, entre os continentes europeu e americano. É uma região autónoma da República Portuguesa, tendo conquistado a sua autonomia administrativa em 1895 e, posteriormente, a autonomia política em 1976. Com uma área total de 2333 km2, registou em 2011 uma população total de 246 746 habitantes.

As ilhas do Arquipélago dos Açores estão divididas em três Grupos:

GRUPO ORIENTAL Santa Maria e São Miguel;
GRUPO CENTRAL Terceira, São Jorge, Pico, Faial e Graciosa;
GRUPO OCIDENTAL Flores e Corvo

O descobrimento do Arquipélago dos Açores é um assunto envolto em polémica, porquanto existem diversas teorias sobre a sua data exacta e sobre se havia ou não conhecimento prévio da existência destas ilhas, nomeadamente pela análise de mapas genoveses produzidos desde 1351. Não obstante, refere-se o ano de 1431 como sendo o ano do descobrimento dos Açores uma vez que foi neste ano que Gonçalo Velho chegou à ilha de Santa Maria, iniciando-se assim o povoamento das ilhas, no sentido de progressão de leste para oeste. Os portugueses começaram a povoar as ilhas por volta 1432, oriundos principalmente do Algarve, do Alentejo, da Estremadura e do Minho, tendo-se registado, em seguida, o ingresso de flamengos, bretões e outros europeus e norte-africanos.

Com quase seis séculos de presença humana continuada, os Açores granjearam um lugar importante na História de Portugal e na história do Atlântico: constituíram-se em escala para as expedições dos Descobrimentos e para naus da chamada Carreira da Índia, das frotas da prata, e do Brasil; contribuíram para a conquista e manutenção das praças portuguesas do Norte de África; quando da crise de sucessão de 1580 e das Guerras Liberais (1828-1834) constituíram-se em baluartes da resistência; durante as duas Guerras Mundiais, em apoio estratégico vital para as forças Aliadas, mantendo-se, até aos nossos dias, num centro de comunicações e apoio à aviação militar e comercial.

O Arquipélago dos Açores foi formado por actividade vulcânica durante o final do Terciário. A primeira ilha a surgir acima da linha média da água do mar foi Santa Maria, há cerca de 8,1 milhões de anos (Ma), durante o Mioceno. Seguiram-se, por ordem cronológica, São Miguel (4,1 Ma), Terceira (3,52 Ma), Graciosa (2,5 Ma), Flores (2,16 Ma), Faial (0,7 Ma), São Jorge (0,55 Ma), Corvo (0,7 Ma) e, a mais jovem, o Pico (0,27 Ma)