Conde da Praia da Vitória

6,31 €

Descrição

O Doce do Conde da Praia da Vitória tem origem num pudim de base de batata muito apreciado por Teotónio de Ornelas Bruges Paim da Câmara, 1º Visconde de Bruges e 1º Conde da Praia, um notável terceirense de vulto nacional que desempenhou um papel determinante no sucesso da causa liberal nos Açores e no arranque do processo que levaria à vitória do liberalismo na Guerra Civil Portuguesa. Em sua casa, o pudim de base de batata era habitualmente confeccionado pelas cozinheiras, e era presença quotidiana à mesa do Conde da Praia da Vitória. 

O pudim foi posteriormente levado para outras casas nobres, após a morte do conde e a dispersão das cozinheiras, o que transformou o pudim numa queijada, mais apreciada nas festas, chamada de “Conde da Praia da Vitória”. Esta queijada foi presença comum na doçaria terceirense durante muito tempo, tendo no entanto entrado num período de esquecimento.

A queijada "Conde da Praia da Vitória" regressa recentemente pela mão do experiente pasteleiro João Fernandes Rocha. Com um sabor rico, a sua textura conquista o paladar à primeira dentada, desfazendo-se numa névoa doce. O seu sabor invulgar a especiarias e batata (não o primeiro ingrediente que nos vem à mente quando pensamos num doce), carameliza a alma e faz-nos pensar porque levaram tanto tempo a recuperar este doce magnífico.

Caixa com 6 unidades.

Ingredientes: Batata, ovos, açúcar, manteiga, especiarias e sal.